Última Hora

• Nenhum artigo encontrado
di maria argentina

Argentina vence em final de loucos!

No penúltimo jogo dos oitavos de final do Mundial 2014, defrontaram-se no Estádio Arena Corinthians a Argentina e a Suíça. Com Messi em grande destaque, a Argentina chegou aqui depois de ter superado o seu grupo na 1ª posição com 9 pontos, enquanto que a Suíça conseguiu apenas um empate, um triunfo e uma derrota na fase de grupos, tendo Xherdan Shaquiri como a sua estrela maior.

1ª Parte

O jogo começou com as duas equipas a procurarem jogar sem correr riscos, mantendo as posições e optando por passes mais directos para fazerem a bola chegar à baliza adversária. Com pouco acerto na colocação da bola nos homens mais ofensivos, durante grande parte deste primeiro tempo o jogo foi algo atabalhoado, e foi mesmo preciso esperar pelos 27′ minutos para que acontecesse o primeiro remate do jogo. Numa sequência de cantos, a Suíça enganou os argentinos ao marcar à maneira curta e Shaqiri conseguiu descobrir Xhaka que desferiu um remate bastante perigoso, tendo valido a intervenção de Sergio Romero.

O perigo voltou a aparecer novamente apenas 10 minutos depois do remate de Xhaka e, mais uma vez, de um passe saído dos pés de Shaqiri, Drmic apareceu isolado na cara de Sergio Romero, mas a tentativa de chapéu acabou nas mãos do guarda-redes argentino. Na tentativa de resposta a estas ofensivas suíças, a Argentina teve muitas dificuldades em entrar na área de Diego Benaglio, não tendo por isso conseguido aproximar-se do perigo criado pela Suíça. Foi então assim que o jogo acabou por seguir para o intervalo, com um futebol pouco bonito mas com a Suíça a apresentar uma boa imagem perante esta Argentina de Lionel Messi.

2ª Parte

O 2º tempo da partida começou com a Argentina por cima mas ainda com uma grande resistência suíça. No entanto, aos poucos a equipa das Pampas foi conseguindo vencer os suíços pelo desgaste, tendo à passagem do minuto 60′ estado perto do 1-0, valeu a grande intervenção de Diego Benaglio que cortou para canto.

Este foi um jogo de sofrimento até para os melhores jogadores do Mundo.

Este foi um jogo de sofrimento até para os melhores jogadores do Mundo.

Apesar da qualidade de futebol ter subido nesta 2ª metade da partida, a Suíça quase que desapareceu de jogo, fazendo pouco mais do que cortar os lances argentinos e passar longo para a frente. Desta forma a argentina aumentou a pressão e alojou-se no meio campo da Suíça, mas na altura de finalizar a bola acabava ao lado ou defendida por Benaglio.

O jogo acabou então por seguir até ao final sem que nenhuma das equipas conseguisse criar nenhuma situação de perigo flagrante.

Tempo-extra

O tempo-extra continuou da mesma forma que terminou o tempo regulamentar tendo mesmo seguido até ao intervalo sem qualquer incidência. Logo no início da 2ª parte do tempo extra, de fora da área, Angel Di María arrancou um grande pontapé que obrigou Benaglio a mais uma grande intervenção. Na tentativa de resposta a Suíça foi para a frente e, na recuperação de bola pela Argentina Lionel Messi tirou uma grande arrancada que deixou todo o meio campo suíço por terra, deixando o remate para Angel Dí Maria que foi preciso na finalização, fazendo assim o 1-0 à passagem do minuto 118′.

Até ao final Diego Benaglio avançou para o meio campo sul-americano e, no seguimento de um lance de bola parada Blerim Džemaili ainda atirou a bola ao poste, permitindo assim o avanço da Argentina para os quartos de final deste Mundial 2014.

Conclusão

Este foi então um jogo em que, apesar do triunfo e maior domínio argentino, a Suíça poderia mesmo ter vencido durante o tempo regulamentar visto terem sido muito mais intencionais quando chegou à hora de rematar e terem conseguido mais e melhores oportunidades de golo. A Suíça seguirá agora viagem para a Europa, enquanto que a Argentina esperará pelo jogo entre a Bélgica e os Estados Unidos para saber quem encontrará nos quartos de final deste Campeonato do Mundo.

The texas education agency denied the allegations, check out your URL but sent a letter to districts reiterating their legal responsibility to identify and evaluate students who may have disabilities

Outros Artigos Recomendados

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *