Última Hora

• Nenhum artigo encontrado
Robben

Arjen Robben: O Homem dos Mundiais

Quem é ele, quem é ela, que esteve presente no cenário mundial de futebol por dez anos, e conta com três participações num Campeonato do Mundo? Faz lembrar-lhe alguém?

Se disse Arjen Robben, acertou. Com 30 anos, Robben conta já com alguns anos de experiência, é verdade, mas desengane-se quem pense que o jogador está em baixo de forma, muito pelo contrário: é o jogador da selecção holandesa que maior distância percorreu no Campeonato do Mundo, e o 12º, quando contabilizados os jogadores de todas as selecções no torneio – mais de 10 km em cada jogo neste Mundial – e também um dos que mais capacidade de resistência e velocidade tem.

De facto, o próprio jogador admite que se sente melhor do que nunca.

“Eu sinto-me melhor e melhor a cada dia. Fisicamente, sinto-me muito bem. Acho que é porque estou em forma: 100% em forma. Posso continuar num bom nível no Mundial, e estou feliz com isso. Sinto-me bem no Campeonato do Mundo.” – disse ele.

Capacidades físicas à parte, o jogador viu-se no centro de uma polémica acerca do penálti que deu a vitória aos holandeses, e consequentemente, a passagem aos quartos de final: em conferência de imprensa depois do jogo contra a Selecção do México, e em entrevista a um canal de televisão holandês, o jogador pediu desculpas por se ter lançado para o chão numa jogada ainda na primeira parte do confronto, ao que a imprensa mexicana interpretou como o jogador estando a pedir desculpas por ter fingido o penálti que decidiu o jogo. Mais tarde Robben lamentou a confusão causada.

“É uma pena. Dei uma entrevista, fui honesto, e talvez honestidade atraia punições. Prefiro sempre ser honesto. Disse que houve uma falta na primeira parte em que caí ao chão. Foi um gesto estúpido. Mas isso não teve influência no jogo e não teve nada a ver com o penalti. O penalti foi claro. Não há discussões quanto a isso. É uma pena. Eu peço desculpas pela acção, mas é futebol e não tem nada a ver com o resultado do jogo.” – esclareceu o jogador.

Questionado ainda sobre se temia algum tipo de punição por parte da FIFA, o número 11 holandês disse estar tranquilo, já que mesmo tendo confirmado que tinha sido simulação, a ocorrência não tinha sido decisiva para o resultado do jogo.

“Sou honesto. Não tenho medo nenhum. Não interferiu de forma nenhuma na lógica do jogo. Merecemos vencer e estamos muito felizes.” – concluiu.

Apontado como eventual craque no Campeonato do Mundo – a reter que o jogador marcou dois golos contra a Espanha, um golo contra a Austrália, e contribuiu com uma assistência para um golo no jogo contra o Chile - já para não falar do penalti de domingo frente ao México –  Robben mantém-se modesto e aponta outro nome como o favorito do Mundial: nada mais, nada menos, que o colombiano James Rodríguez, que conta com cinco golos no Campeonato do Mundo deste ano, e duas assistências.

“Acredito que seja o James Rodríguez. Tem feito um grande Campeonato do Mundo. Contudo também poderia citar outros cinco ou seis jogadores.” – disse, sem se incluir na lista.

De lugar garantido nos quartos de final, a Selecção da Holanda volta a jogar no sábado, em Salvador, contra a Selecção da Costa Rica – caso vença, estará presente nas semifinais do Campeonato do Mundo.

But they say they would have to reconsider if it became clear that they would lose web service there strong candidates by doing so

Outros Artigos Recomendados

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *