Última Hora

• Nenhum artigo encontrado
Noel valladares e suposta defesa

Benzema e a ajuda electrónica

Polémica, ou não, foi o que sucedeu no jogo deste Domingo a contar para o grupo E, no Estádio Beira-Rio, às 20:00 de Portugal continental, entre as selecções da França e das Honduras. Foi neste jogo e neste estádio que foi utilizada pela primeira vez o sistema electrónico chamado Goal-line Technology ( Tecnologia da linha de golo) servindo para a validação de golos entre postes. A figura de destaque deste jogo, foi, sem dúvida, o atacante francês Karim Benzema, que marcou dois golos, e o segundo golo validado com ajuda tecnológica. O técnico das Honduras, Luis Suárez, no final da partida contestou o sistema, e o guarda-redes, Noel Valladares,  disse – ” Não sei até que ponto pesa a minha opinião, mas eu vi que a bola não entrou totalmente, e sei que ela tem que passar toda da linha. Continuei a jogar e vi que o árbitro disse que era golo, e tivemos que aceitar o que disse”.

Sem dúvida que este sistema fiável, vem ajudar e muito os árbitros e a falta de visionamento para certos lances difíceis de ajuizar, uns contra, outros a favor, o que se sabe, é que o sistema existe e vem decidir muitos lances polémicos e trazer mais transparência ao futebol em geral.

Sistema electrónico! O que é ? Como funciona ?

O sistema da Goal Control

Sistema tridimensional para validar o golo

O sistema foi desenvolvido pela empresa Alemã, GoalControl, que consiste na montagem de 14 câmeras de alta velocidade, que podem produzir até 400 imagens por segundo. As câmeras serão instaladas na cobertura dos estádios, sete para cada baliza, onde serão capturadas imagens tridimensionais da bola com grande precisão. Quando a bola transpõe a linha de golo, o árbitro recebe um aviso sonoro e um sinal óptico em menos de um segundo, a dizer que o golo foi validado, isto, num relógio Texas Instruments, que além de servir para controlar o tempo de jogo, recebe um sinal do sistema de computador que confirma ou não o golo.

Posteriormente, a informação é enviada para o ecrãs gigantes que se encontram no estádio. A empresa alemã, neste campeonato do mundo, cobra cerca de 170 mil euros por estádio para a instalação do sistema, e 2300 euros por jogo. A FIFA anunciou também, que os organizadores das competições são livres de manterem os árbitros de baliza, se assim o entenderem, contudo, a FIFA fez questão de deixar bem claro que o sistema não veio de nenhuma forma substituir os árbitros de campo, especialmente se o sistema se tornar instável ou nos testes específicos a que tem que ser sujeito, não estivera à altura do desejado, os árbitros têm soberania para decidir se o utilizarão ou não.

Aguardamos para ver se o sistema da Goal Control irá ajudar mais alguma equipa de arbitragem a decidir a veracidade de um lance, tudo, em prol da verdade desportiva.

Outros Artigos Recomendados

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *