Última Hora

• Nenhum artigo encontrado
Brasil Ruas

Brasil, chegou a hora!

Pela segunda vez na história do futebol, o Brasil abre um Campeonato do Mundo como anfitrião. Anos de preparação e antecipação, protestos violentos e polémicas de gastos excessivos, tudo fica para trás no momento em que o japonês Yuichi Nishimura apitar para o início da partida. O país do futebol fervilha de emoção e o jogo inaugural mexe com os horários e as rotinas de todos. Ninguém duvida que às cinco horas da tarde locais, nove da noite em Portugal, o Brasil e o mundo vão parar.

Chegou a hora! Às 17 horas, na Arena Corinthians, em São Paulo, o Brasil começa a luta pelo hexa, frente à Croácia. Instituições públicas, bancos, escolas e comércio de rua vão encerrar algumas horas antes para que nenhum brasileiro perca pitada desse jogo de abertura. Aliás, as alterações de horário, sobretudo no comércio, vão-se prolongar aos restantes dias do mundial, com especial incidência nos dias em que a Canarinha entre em campo. Em Campinas, por exemplo, a Prefeitura já determinou que as repartições públicas fecham a partir da hora de almoço, as lojas às 15 e os transportes públicos terão um reforço nas três horas que antecedem a partida, para poder levar toda essa gente ao seu destino. Aliás, todos os bancos do país receberam uma autorização especial do Banco Central do Brasil para alterar o horário de funcionamento em dias em que jogue a seleção brasileira – das 8.30h às 12.30.

Boa disposição na antevisão

Boa disposição na antevisão

Por todo o lado estão preparadas festas de rua. Vizinhos estão a planear assistir ao encontro juntos, e em se tratando do Brasil não vai faltar cerveja gelada, churrasco e samba. Só os serviços essenciais não vão poder gozar desta flexibilidade de horários. Hospitais, centros de saúde, forças policiais e funcionários dos transportes vão ter trabalho e horários alargados.

O dia em que começa o Mundial de 2014 é também Dia dos Namorados no Brasil. Scolari e seus rapazes não se vão poder queixar de falta de amor. De todos os lados chegam mensagens de apoio e motivação, a começar pelas namoradas e esposas do plantel verde e amarelo. Os casais não gostam de passar dias como estes separados, mas hoje é por uma boa causa. Quinze companheiras responderam ao desafio da GloboEsportes.com e produziram um pequeno vídeo dedicado aos seus respetivos mais-que-tudo. Elas sabem, talvez melhor que ninguém, o que cada um daqueles vinte e três jogadores sofreu e se angustiou para fazer parte do grupo que vai tentar fazer história. O sonho de todos é o título. E está prestes a começar.

But open schools can also be safe, says amy yurko, why not look right over here the founder of chicago-based design-consulting firm brainspaces

Outros Artigos Recomendados

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *