Última Hora

• Nenhum artigo encontrado
De Jong

De Jong fora do Mundial

O departamento médico da Holanda veio confirmar aquilo que já se suspeitava: a Selecção da Holanda conta com mais uma baixa.

Depois de se ter lesionado no jogo contra a Selecção do México – onde, e logo aos oito minutos de jogo, no passado domingo, magoou a virilha – De Jong , avançado da equipa holandesa – que logo após a lesão em campo foi substituído – terá de ficar parado de duas a quatro semanas em recuperação – como assim o confirma o departamento médico da selecção europeia.

Arrasado por não poder continuar a sua participação no Campeonato do Mundo, já que o tempo e a medicina não estão do lado dele, o avançado mantém a esperança, e garante que irá continuar a trabalhar na sua recuperação, e marcar presença junto da equipa .

“Estou arrasado com as notícias. Demasiado triste, mas isso faz parte do desporto, também. Vou trabalhar na minha recuperação e manter a esperança. Jogando ou não, lesionado ou não, vou continuar com a equipa porque todos viemos aqui com uma missão e vamos continuar a cumpri-la.” – afirmou De Jong.

A Selecção da Holanda, que passou aos quartos de final do Mundial 2014, no Brasil, treina hoje, na Gávea, e amanhã viajará para Salvador onde irá jogar este sábado com a Selecção da Costa Rica, na Arena Fonte Nova. Caso ganhe, a selecção irá jogar contra a Argentina ou a Bélgica.

Quem não tem cão, caça com gato

Com a lesão de De Jong, considerado um dos grandes pilares da equipa da Holanda, o treinador da “Laranja Mecânica” não tem “mãos a medir” sobre quem irá colocar no lugar do avançado no jogo contra a Costa Rica, e quiçá, nos demais que houver pela frente.

Ainda assim, e porque, “onde há vida há esperança”, se há treinador que não se pode queixar dos suplentes da sua selecção, essa pessoa será certamente, Louis van Gaal, já que os suplentes da equipa têm vindo a ser fundamentais para a longevidade da mesma na competição – de relembrar a vitória contra a Austrália, por 3-2, com o golo da vitória a ser marcado por Memphis Depay, um dos avançados que estava na reserva, bem como um dos golos que marcou contra a Selecção do Chile (embora o primeiro também tenha sido marcado por um dos jogadores suplentes – Leroy Fer).

Mas não ficamos por aqui. Já nos oitavos de final, frente à Selecção do México, os 11 titulares não estavam no seu melhor, quando Louis van Gaal resolveu mexer na estrutura da equipa e substituiu,Van Persie, aos 31 minutos da segunda parte, por, Huntelaar. Resultado: o avançado fez um passe para o primeiro golo e ainda assegurou, de penálti, o golo da vitória.

Com talento de sobra, e embora lamente a ausência de De Jong, a Selecção da Holanda mantém-se optimista para os quartos de final.

“Foi uma grande perda, a saída de De Jong, mas acho que neste Campeonato do Mundo já mostramos que todos os jogadores vindos do banco de suplentes podem influenciar a equipa. Todos podem entrar e fazer uma boa prestação.” – comentou o Robben, avançado, e um dos grandes craques da selecção.

Outros Artigos Recomendados

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *