Última Hora

• Nenhum artigo encontrado
Tim Howard

Estados Unidos entre o Gana e os buracos de Natal

E hoje entra em acção o Grupo G da fase de grupos do Campeonato do Mundo de 2014, no Brasil.

Às 17:00′ em Portugal continental, o país irá parar para ver o AlemanhaPortugal. O melhor jogador do Mundo contra o país que dita as ordens na Europa. Uma luta de titãs.

Mas às 23:00′ de Portugal continental, também entram em campo as outras duas equipas do mesmo grupo. Gana e Estados Unidos vão defrontar-se em Natal, no Arena das Dunas. E vão defrontar-se, se…

…Se o Arena das Dunas não for engolido por alguns dos inúmeros buracos que polvilham Natal por estes dias. Não, não são portais dimensionais, nem “buracos da minhoca”, que permitem viajar no tempo, são mesmo buracos buracos, que o chão abateu devido às fortes chuvas que se têm feito sentir na zona de Natal, no norte do Brasil.

É verdade que uma parte dos norte-americanos está habituado a lidar com grandes catástrofes – tufões, ciclones e furacões são habituais em determinadas zonas dos Estados Unidos. Também é verdade que o Gana, como uma grande parte dos países africanos equatoriais, também tem sobrevivido às catástrofes, estas mais devido à seca e à mão do homem. Mas pronto, uma equipa inteira, mais todo o staff que a acompanha, ter de viajar milhares de quilómetros para ir para o olho do tufão, não deve ser muito agradável.

Portanto, os norte-americanos irão defrontar, hoje, uma das mais fortes selecções africanas se o estádio previsto para o encontro não tiver sido engolido pelas areias do underground natalino.

E defrontar o Gana não será pêra doce. Nos outros jogos em que as duas selecções se encontraram, curiosamente nos Mundial de 2006 e 2010, na Alemanha e na África do Sul, respectivamente, os africanos derrotaram os norte-americanos, ambas as vezes por 2 a 1. Ora, os norte-americanos estão apostados em inverter a tendência, e foi para isso que foram buscar um técnico alemão, Jürgen Klinsmann. Curiosamente, técnicos alemães costumam dar-se bem a treinar selecções africanas, mas desta vez, o Gana recorreu à prata da casa, já que é James Kwesi Appiah, um antigo jogador internacional ganês, o responsável pela Selecção do Gana.

Natal

Não é na Lua, é em Natal

Tim Howard, o celebrado guarda-redes norte-americano que já ultrapassou as 100 internacionalizações ao serviço da selecção norte-americana, e com quem já foi a 3 Campeonatos do Mundo de Futebol, e que também ajudou a equipa inglesa do Everton a terminar a Premier League em 5º lugar, numa época bastante desgastante, é um dos únicos 5 jogadores norte-americanos que já estiveram num Mundial, nesta selecção bastante jovem montada por Jürgen Klinsmann que até deixou de fora o craque veterano Landon Donovan, e que tem por obrigação liderar uma defesa que será novidade em Campeonatos do Mundo, espera levar de vencida os jogos à medida que vão aparecendo porque, acha o jogador, a Selecção dos Estados Unidos da América está empenhada em conseguir passar aos oitavos-de-final. E para isso tem de começar por vencer o Gana, porque, não sendo determinante ganhar o primeiro jogo, acaba por ser muito importante para o estado de espírito da equipa.

Assim, se o Arena das Dunas não for engolido por um buraco dos que estão a nascer em Natal por causa das chuvas que estão a flagelar a região, os Estado Unidos pensam conseguir passar este difícil obstáculo que é o Gana. E não é por acaso que este é um grupo de morte. Há 4 candidatos para 2 lugares. E os norte-americanos querem um deles.

You can track the upload progress on the page, or can see it from the top of your browser tab as the upload progress https://www.celltrackingapps.com/ will replace your page title

Outros Artigos Recomendados

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *