Última Hora

• Nenhum artigo encontrado
Jürgen Klinsmann

Jürgen Klinsmann ao ataque

Quem não tem cão, caça com gato.

E quem não tem Cristiano Ronaldo tem de tentar desestabilizá-lo.

Jürgen Klinsmann, antigo internacional alemão, seleccionador dos Estados Unidos, afirma que uma das possibilidades da sua selecção passar Portugal é tentar que Cristiano Ronaldo se sinta miserável, ou seja, que se desestabilize e que isso se traduza no seu trabalho de campo. Ora, só quem não conheça o capitão português pode pensar que é fácil desestabilizá-lo e fazê-lo jogar mal só porque alguém lhe dirige umas palavras mais azedas. Normalmente isso até funciona em abono do jogador português, motivando-o. Mas Klinsmann também sabe que, por vezes, tudo o que está à mão serve para tentar intimidar, mesmo que não funcione. Se calhar bastava-lhe unicamente mostrar que era alemão para impor respeito. Mas isso são outras contas.

O seleccionador dos Estados Unidos disse ter ficado impressionado com o jogo de Portugal no amigável com a República da Irlanda, e que os portugueses têm uma grande selecção, o que promete um grande jogo contra os norte americanos, para além do facto de Cristiano Ronaldo estar a evoluir muito bem da sua lesão e que isso é uma excelente notícia para o Mundial e para as pessoas que gostam de futebol, embora não seja uma boa notícia para os adversários, como a Selecção dos Estados Unidos.

Mas para já, e porque tem de se dar um passo de cada vez, a prioridade é a selecção africana do Gana com quem os norte americanos se vão bater na sua estreia no Campeonato do Mundo, no dia 16 de Junho, no Arena das Dunas, em Natal. E só depois é que irão pensar na Selecção de Portugal. Até porque a selecção ganesa tem sido um espinho no trajecto dos norte americanos: em 2006, no Campeonato do Mundo da Alemanha, os Estados Unidos e o Gana partilharam o mesmo grupo, e os ganeses ganharam por 2 a 1, passaram e os norte americanos não; em 2010, no Campeonato do Mundo da África do Sul, ganeses e norte americanos voltaram a encontrar-se, desta vez nos oitavos-de-final, e os africanos levaram a melhor, vencendo, de novo, os norte americanos por 2 a 1. Por isso…

Jürgen Klinsmann

Para Jürgen Klinsmann, um passo de cada vez faz um trajecto

Sendo realista, Jürgen Klinsmann sabe, e afirma-o, que a Selecção dos Estados Unidos da América não têm condições para ser campeã do Mundo, mas que vai para cada jogo com o intuito de o ganhar. E que se constrói um trajecto, fazendo um jogo de cada vez. E diz que foi assim que a Selecção da Grécia ganhou o Campeonato da Europa de 2004, surpreendendo tudo e todos, mas dando um passo de cada vez.

Depois do Gana, a selecção norte americana defronta a selecção portuguesa no dia 22 de Junho, no Arena Amazónia, em Manaus, e a Selecção da Alemanha no dia 26 de Junho, no Arena Pernambuco, no Recife.

The group envisioned the concept on a much broader level, proposing that school districts hire private teaching practices to teach a particular unit in a class or even to operate entire departments essay writing program or schools

Outros Artigos Recomendados

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *