Última Hora

• Nenhum artigo encontrado
Rojo marca

Marcos Rojo marca e garante a vitória da Argentina

Em jogo da 3ª e última jornada da fase de grupos do Mundial 2014, no Estádio Beira-Rio em Porto Alegre, a Argentina venceu a Nigéria por 3-2, assegurando assim a 1ª posição no Grupo F deste Mundial 2014.. Á partida para o jogo encontravam-se classificadas, respectivamente, na 1ª e 2ª posição, sendo que a equipa de Messi detinha 6 pontos contra 4 do conjunto africano. Neste Grupo F figuravam ainda Irão e Bósnia-Herzegovina, os dois últimos classificados que se encontraram também esta tarde, tendo a equipa de Edin Dzeko vencido por 3-1 o conjunto orientado por Carlos Queiroz.

1ª Parte

A Argentina começou mais forte na partida procurando chegar-se à frente logo desde o pontapé inicial e como resultado disto, logo aos 3 minutos, na recarga de um grande remate de Di Maria, Messi fez o 1-0. No contra-ataque a Nigéria foi em velocidade para o ataque e, numa excelente iniciativa individual, Musa fez o 1-1, passavam-se apenas os 4 minutos de jogo.

Depois deste início alucinante o jogo acabou por mergulhar numa luta táctica que dava poucas opções na frente de ataque de ambas as equipas. Todas as tentativas de golo acabaram então por acontecer em remates de longa distância, mas com os guarda-redes sempre a controlar as situações.

Foi então quando já toda a gente esperava que o jogo fosse para o intervalo empatado que, aos 45′+1 e de livre directo, Messi aumentou o seu número de golos, e também o da Argentina para 2, levando assim a equipa das Pampas em vantagem para o tempo de descanso.

2ª Parte

Já depois de ter marcado 2 golos, aos 63' minutos Messi acabou por ser substituído.

Já depois de ter marcado 2 golos, aos 63′ minutos Messi acabou por ser substituído.

O 2º tempo da partida começou tal e qual o primeiro, com golos. Primeiro foi a Nigéria, por Ahmed Musa que descobriu um buraco no centro da defesa das Pampas e cara a cara com Sergio Romero, não teve dificuldades em igual Messi no número de golos no jogo, passavam-se os 47′ minutos. No entanto, o empate acabou por durar por pouco tempo visto que logo aos 49′ minutos, foi o jogador do Sporting CP, Marcos Rojo que respondeu à cobrança de um canto com um cabeceamento sem defesa para Enyema fazendo assim o 3-2.

Tal como no 1º tempo, a qualidade de jogo diminuiu depois deste ímpeto inicial e, gradualmente, a Argentina foi perdendo espaço no terreno, o que se acentuou ainda mais com a saída de Messi aos 63′ minutos, tendo então a Nigéria canalizado todas as suas energias para o ataque na última fase do jogo, no entanto sem que conseguisse sucesso na altura de introduzir a bola na baliza argentina.

Conclusão:

Este foi então um jogo de grandes contrastes. Com os curtos espaços de tempo em que a bola foi bem tratada e foram marcados golos, contrastaram largos períodos de futebol mal jogado, passes errados e até mesmo golos falhados, tendo a única coisa positiva neste período sido as prestações dos guarda-redes e de alguns homens de cada linha defensiva. Com este 3-2 a Argentina assegurou então o 1º posto do grupo e respectiva passagem aos oitavos de final, tal como a Nigéria que beneficia aqui da derrota do Irão para conseguir tal feito.

In fact, he said, districts provide easy targets https://samedaypaper.org for cyberthieves

Outros Artigos Recomendados

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *