Última Hora

• Nenhum artigo encontrado
Messi

Messi: “Sinto que este pode ser o Mundial da Argentina!”

Três golos e uma assistência depois – a propósito do jogo contra a Selecção da Suíça -, a Selecção da Argentina mantém vivo o sonho de ganhar o Campeonato do Mundo pela terceira vez.

Verdade seja dita que “os hermanos” podem até não estar a jogar um futebol de levar os adeptos à loucura, ainda assim, Messi tem mostrado que pode sim, repetir o feito alcançado por Maradona no passado, e elevar a condição do seu país à de campeão do mundo.

Eleito o melhor jogador em campo de todas as vezes que jogou, o capitão da selecção argentina confessou que se sentiu bastante tenso no último jogo contra a Selecção da Suíça, a propósito dos oitavos de final, e que apesar da qualidade da equipa, o elemento sorte esteve visivelmente presente – de lembrar que, depois de 90 minutos sem nenhuma das equipas inaugurar o marcador, a Selecção da Suíça cabeceou uma bola à trave, o que poderia ter resultado num final bem diferente daquele que acabou por acontecer, na Arena Corinthians. Sempre comedido , e frisando a importância do jogo colectivo, o craque argentino falou à imprensa sobre as suas expectativas quanto à longevidade da Argentina no Mundial do Brasil.

“Sinto que este pode ser o Mundial da Argentina. (…) Conseguimos sofrer e ter a sorte do nosso lado. Tudo isso nos faz manter a esperança (…) A seleção não merecia ir embora. Ninguém esperava ir embora. Sonhamos com mais, podemos mais (…) É uma vitória que nos dá muita força para seguir em frente na competição (sobre a vitória sobre a Suíça). Vencer assim, por mais que se sofra, dá-nos força para enfrentar o que ainda há-de vir. (…) Foi muito nervosismo no momento em que os suíços mandaram a bola à trave, ainda mais depois termos marcado um golo num jogo tão renhido (…) Espero que continuemos assim, com a sorte a nossa favor.” – disse.

O capitão dos argentinos falou ainda acerca da dificuldade que a equipa teve para se infiltrar na defesa da Suíça, sobre Benaglio, o guarda-redes, e sobre como ainda ponderou em fazer uma jogada individual antes da assistência para Di María, autor do golo da vitória.

“Sabíamos que íamos sofrer. Esperávamos marcar antes, tivemos ocasiões para isso, mas conseguimos sofrer e ganhar. Isso é que é o mais importante. Di María apareceu do nada, deu um sprint no último minuto, quando ninguém mais podia, e por sorte passei-lhe a bola e ele fez o golo da vitória, um triunfo sofrido. Não queríamos chegar aos penaltis. Assegurar o lugar nos quartos de final antes de chegar aos penaltis foi uma alegria.” – acrescentou.

O sonho continua

Sob pressão, os argentinos enfrentam a Selecção da Bélgica já este sábado, por um lugar nas semi-finais, algo que já não acontece desde 1990 – a Argentina perdeu contra a Roménia, nos oitavos de final em 1994, para a Holanda, nos quartos de final de 1998, na fase de grupos em 2002, e novamente, por duas vezes, para a Alemanha, em 2006 e 2010.

“Vamos ter um jogo muito complicado pela frente. (…) Faz tempo que a selecção não passa dos quartos de final. Tomara que aconteça agora. (…) Nunca se pode pensar que só porque uma selecção não tem um nome sonante entre as melhores, o jogo vai ser fácil. As coisas não funcionam assim. Já vimos selecções importantes fora da competição, e outras de que não se estava, à espera a serem classificadas para o Mundial. Estamos a falar de um Campeonato do Mundo, é sempre difícil.”  - concluiu.

Com Messi como factor determinante na longevidade da equipa na competição, a Selecção da Argentina encara mais um jogo neste sábado, frente à Selecção da Bélgica, às 13h (horário do Brasil), no Mané Garrincha, por um lugar nas semifinais do Campeonato do Mundo.

Antes, os sul-americanos, viajam até Belo Horizonte, para fazer um treino na Cidade do Galo.

Consumer’s guide nearly all states have or homework help chegg are developing quality rating and improvement systems, or qris, to evaluate preschools

Outros Artigos Recomendados

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *