Última Hora

• Nenhum artigo encontrado
Emenike Nigeria

Nigéria segue na luta pelo primeiro lugar

Um jogo equilibrado e interessante entre a Nigéria e a Bósnia-Herzegovina terminou com a vitória dos africanos por 1-0. As oportunidades repartiram-se, mas a Nigéria foi quem mais foi capaz de materializar a sede do apuramento, revelando muito acerto na defesa e também um apurado faro para transformar velocidade em perigo. A Bósnia viu Dzeko ser um elemento demasiado perdulário e nunca foi capaz de pressionar a bola quando nos pés do seu adversário, despedindo-se do Mundial sem deixar muitas saudades.

Todos queriam vencer

Depois da vitória da Argentina, ficou claro para nigerianos e bósnios que uma vitória neste encontro seria instrumental para estar na corrida pela presença nos oitavos-de-final. Daí que desde cedo os dois conjuntos procuraram os espaços de conforto para marcar. A Nigéria encontrou, durante toda a primeira parte, uma verdadeira autoestrada no flanco esquerdo da defensiva bósnia. Com Lulic a subir bastante no apoio ao ataque, cabia a Spahic fechar esse lado, com o capitão da equipa europeia a revelar muitas e naturais dificuldades para parar Emenike em velocidade. Aliás, foi numa jogada deste tipo que, aos vinte e oito minutos, Emenike ultrapassou o bósnio numa luta corpo a corpo, sem falta, e serviu Odemwingie, que surgiu sozinho à entrada da pequena área, para bater Begovic.

A Bósnia-Herzegovina também chegou várias vezes perto da baliza de Enyeama, com Pjanic, Hajrovic e Medunjanin a procurarem a referência da área, Dzeko. Foram quatro vezes que o avançado teve oportunidade de rematar com perigo, mas mostrou-se muito perdulário. Os bósnios podem queixar-se de um fora-de-jogo mal assinalado aos vinte minutos, naquela que foi a única vez que Dzeko desfeiteou Enyeama. Mas, de uma forma geral, a proposta de jogo mais elaborada da equipa de Safet Susic não encontrava a melhor maneira de materializar as jogadas, enquanto os nigerianos continuavam a criar muito perigo sempre que subiam, uma vez em remate de longe de Onazi, outras nas incursões de Musa e Emenike no já referido espaço aberto na defensiva adversária.

Susic muda mas não acelera

O técnico da Bósnia ofereceu cerca de dez minutos às suas apostas iniciais para tentarem marcar e reequilibrar o marcador. Como não tiveram sucesso, já que a um centro de Mujdza sucederam duas oportunidades para a Nigéria, Safet Susic decidiu fazer duas alterações. Chamando para jogo Ibisevic e Salihovic, para ocupar os lugares de Hajrovic e Lulic, o técnico esperava alargar a sua frente de ataque, com mais peso na área, mas a verdade é que a sua equipa demonstrava falhas na intensidade e não conseguia ganhar os duelos frente aos centrais nigerianos.

Apesar da subida da Bósnia-Herzegovina no terreno, foi sempre a Nigéria a comandar o jogo, ainda que não tenha chegado a novo golo. Ainda assim, os homens de Stephen Keshi continuavam a aparecer, graças à sua velocidade, com Emenike e Odemwingie em bom plano, quer no remate de longe, com Onazi e Obi Mikel a terem aí destaque. Keshi via, ainda, o relógio a seu favor e as entradas de Shola Ameobi e Uzoenyi serviam para refrescar o seu ataque e manter a pressão sobre o adversário, que com menos gente atrás, foi dependendo exclusivamente da grande exibição de Begovic.

Guarda-redes salvador

Foi preciso chegar aos descontos para que a Bósnia e Dzeko fizessem tremer a Nigéria. Mas se Begovic brilhava numa baliza, Enyeama pode mesmo ser considerado um dos homens do jogo. Nos descontos, Dzeko teve mais duas excelentes oportunidades, primeiro de cabeça, depois num remate à meia-volta, e em ambos os casos Enyeama esteve à altura, de forma brilhante, aliás, no segundo caso.

Com este resultado, a Bósnia-Herzegovina já pode preparar as suas malas para regressar a casa, enquanto a Nigéria disputará o apuramento com o Irão, sendo que, caso vença a Argentina, até tem a possibilidade de terminar o Grupo em primeiro lugar.

I would argue, however, that the https://paperovernight.com real solution is something different

Outros Artigos Recomendados

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *