Última Hora

• Nenhum artigo encontrado
Drogba Costa do Marfim

O que nos dizem os números do Grupo C

Se alguns grupos estão marcados pelos grandes nomes do futebol mundial, com a sua história a confundir-se com os momentos desta competição, outros grupos sugerem todo o contrário. No Grupo C, o melhor que estas seleções conseguiram foram presenças nos oitavos-de-final, com Colômbia e o Japão a poderem orgulhar-se desse feito. Já a Grécia e a Costa do Marfim nunca passaram da fase de grupos. Espera-se, assim, um enorme equilíbrio entre estas equipas, sendo o C um dos grupos em que tudo pode acontecer. Ainda que a Colômbia possa partir com uma ligeira vantagem sobre os seus adversários, a inexperiência dos seus jogadores em Mundiais coloca-nos perante uma caixa de surpresas. É esta a garantia que temos: quer uma seleção termine na frente, quer o faça no último lugar, será um fim aceitável para uma história que se estará a escrever no Brasil 2014.

Abre-se a competição com um confronto entre Colômbia e Grécia. Apenas existe um jogo entre ambos os países, realizado em 1994, com os colombianos a vencerem o amigável por 2-0. As coisas mudaram muito desde esse tempo. Ambos os países passaram os seus melhores anos e tentam construir uma nova era. A geração colombiana é bastante mais promissora, mas os gregos são tarefa bem dura em qualquer competição internacional. Entre Japão e Costa do Marfim também só temos historial de partidas não-oficiais. Em 2008 a vitória sorriu aos nipónicos, em 2010 aos marfinenses.

Camarões Colombia 1990

Más recordações colombianas

Para a segunda jornada, uma estreia de confrontos entre a Colômbia e a Costa do Marfim, enquanto o Japão reencontra a Grécia, que venceu, em 2005, na Taça das Confederações. O longo domínio que os japoneses vão tendo do futebol asiático nem sempre teve consequência no Mundial, mas a verdade é que a proposta da equipa nipónica, liderado por um mestre italiano, Alberto Zaccheroni, é hoje em dia bastante mais sólida.

A história quase se repete na terceira jornada, com Grécia e Costa do Marfim a marcarem a estreia de confrontos entre os dois países. Já a Colômbia venceu o Japão na Taça das Confederações de 2003, um resultado que seguramente agradaria, e muito, a José Pekerman, que espera poder levar os colombianos a um lugar de destaque na presente edição do Mundial.

Calendário

Colômbia 14/06  17:00  Grécia
Costa do Marfim 15/06  02:00  Japão
Colômbia 19/06  17:00  Costa do Marfim
Grécia 19/06  23:00  Japão
Grécia 24/06  21:00  Costa do Marfim
Colômbia 24/06  21:00  Japão

O esperado equilíbrio entre as várias seleções e a ausência de um historial mais sólido impede-nos de abordar, com clareza, o que poderá ser a história deste Grupo C. Mas a verdade é que, para as quatro seleções presentes neste grupo, o Brasil 2014 reveste-se como uma oportunidade quase única. A Costa do Marfim tem sido das equipas mais prejudicadas com o sorteio das fases de grupos, entrando, nas últimas duas edições, em grupos fortíssimos. O Japão tem sido outra das seleções que, apresentando bom futebol, não tem sido capaz de materializar isso em resultados nas fases finais, enquanto a Colômbia regressa após uma ausência e depois de falhar rotundamente nos últimos mundiais em que esteve presente. Sobra a Grécia, que sonha fazer num Mundial aquilo que conseguiu fazer no Euro 2004. Como dissemos, num grupo onde tudo pode ser surpreendente, não haverá surpresas. É uma nova história e, quem agarrar a oportunidade, entrará nos oitavos-de-final com a confiança para fazer uma boa prova.

The http://buyessayonline.ninja first teacher furlough day was last friday and will continue on nearly every subsequent friday through mid-may

Outros Artigos Recomendados

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *