Última Hora

• Nenhum artigo encontrado
Selecção da Costa do Marfim 2014

Os Convocados da Costa do Marfim

Também já a Selecção da Costa do Marfim, através do seu seleccionador, Sabri Lamouchi, um antigo jogador francês de origem tunisina, anunciou a lista final com os 23 jogadores convocados para irem à fase final do Campeonato do Mundo de 2014, no Brasil, defender as cores costa-marfinenses.

No entanto, e parece que é chão que está a frutificar, também esta convocação vem rodeada de alguma contestação pelo facto de Sabri Lamouchi ter convocado Kolo Touré, do Liverpool, um jogador que tem estado parado por ter sofrido um ataque de malária.

De todas as formas, como aliás tem acontecido, orelhas moucas à contestação e a lista final dos escolhidos para representarem a Costa do Marfim é a seguinte:

Guarda-Redes – Boubacar Barry (Lokeren), Sayouba Mandé (Stabaek), Sylvain Gbohouo (Séwé San Pedro);

Defesas – Kolo Touré (Liverpool), Arthur Boka (Estugarda), Jean-Daniel Akpa Akpro (Toulouse), Serge Aurier (Toulouse), Ousmane Viera Diarrassouba (Caykur Rizespor), Didier Zokora (Trabzonspor), Constant Djakpa (Eintracht Frankfurt), Bamba Souleymane (Trabzonspor);

Médios – Ismaël Diomandé (Saint-Etienne), Max Gradel (Saint-Etienne), Yaya Touré (Manchester City), Cheick Tioté (Newcastle), Serey Dié (Basileia), Didier Ya Konan (Hanover 96);

Avançados – Didier Drogba (Galatasaray), Gervinho (Roma), Salomon Kalou (Lille), Wilfried Bony (Swansea), Giovanni Sio (Basileia), Mathis Bolly (Fortuna Dusseldorf).

Esta é uma das mais fortes selecções africanas e Sabri Lamouchi montou-a de forma a poder utilizar toda a potência dos seus jogadores, espalhados um pouco por toda a Europa, em clubes de topo, e afirmar a Costa do Marfim como uma grande potência. Daí o facto de não ter prescindido de Kolo Touré, mesmo estando, ainda, em convalescença.

Yaya Touré

Yaya Touré é, ainda, a principal referência do meio-campo costa-marfinense

E mudou pouco as sugestões que o Mundial Futebol avançou nos Prováveis Convocados. Na baliza, acrescentou mais 2 jogadores, por defeito da lista de Prováveis Convocados. Assim a Sylvain Gbohouo, vieram juntar-se-lhe Boubacar Barry e Sayouba Mandé. Na defesa, Sabri Lamouchi optou por não chamar um único jogador, Benjamin Angoua, do Valenciennes. Mas acrescentou Jean-Daniel Akpa Akpro e Constant Djakpa, para além de manter Kolo Touré, mesmo a recuperar de um surto de malária, e fez transitar Didier Zokora, do meio-campo para a defesa. No meio-campo, prescindiu de Jean-Jacques Gosso, do Gençlerbirligi, Bobley Anderson, do Zulte Waregem, Koffi Romaric, do Bastia, e fez transitar Didier Zokora para a defesa, mas escolheu Ismaël Diomandé e Didier Ya Konan, para além de ter feito transitar Max Gradel da lista de avançados para o meio-campo. Na frente, deixou de fora Lacina Traoré, do Everton, e Kader Keïta, do Budapest Honvéd, e acrescentou Mathis Bolly.

Esta parece ser uma equipa bastante equilibrada, e precisa de sê-lo, para ultrapassar a fase de grupos, sendo que os seus adversários do Grupo C, são a Selecção da Colômbia, a Selecção da Grécia e a Selecção do Japão, com quem irá, afinal, estrear-se na fase final do Campeonato, no dia 14 de Junho, no Arena Pernambuco, no Recife. Um grupo em que tudo é possível.

Ein positives beispiel für industrialisierungsbestrebungen der regierung ist der 1970 im norden der hauptstadt entstandene parc industriel m tropolitain mit etwa 2000 https://www.hausarbeithilfe.com arbeitsplätzen

Outros Artigos Recomendados

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *