Última Hora

• Nenhum artigo encontrado
Selecção da Nigéria 2014

Os Convocados da Nigéria

A Selecção da Nigéria também já divulgou a sua lista com os 23 jogadores eleitos para irem ao Campeonato do Mundo de 2014, no Brasil. Mas a selecção nigeriana já está envolvida em dois escândalos. O primeiro, e que tem a ver com a lista de convocados, passa pela não inclusão nos 23 de Sunday Mba, o autor do golo que deu a vitória à selecção nigeriana no CAN 2013. O outro é a escolha do local de treinos, que será, tal como a selecção portuguesa, em Campinas, não estar autorizado pelos bombeiros. O Estádio Brinco de Ouro da Princesa, do Guarani, está interdito desde o ano passado e continua sem ter a respectiva autorização, porque o Corpo de Bombeiros considera que há falhas na estrutura do Estádio.

Mas alheio a tudo isto, tenta manter-se a selecção, e o seu seleccionador, Stephen Keshi, na preparação para os jogos que se adivinham.

E a lista que Stephen Keshi apresentou, é a seguinte:

Guarda-Redes – Vincent Enyeama (Lille), Chigozie Agbim (Gombe United), Austin Ejide (Hapoel Be’er Sheva);

Defesas - Elderson Echiejile (Mónaco), Efe Ambrose (Celtic), Godfrey Oboabona (Rizespor), Azubuike Egwuekwe (Warri Wolves), Kenneth Omeruo (Middlesbrough), Juwon Oshaniwa (Ashdod FC), Joseph Yobo (Norwich City), Kunle Odunlami (Sunshine Stars);

Médios – John Obi Mikel (Chelsea), Ogenyi Onazi (Lazio), Gabriel Reuben (Beveren), Michael Uchebo (Cercle Brugge), Ramon Azeez (Almeria);

Avançados – Ahmed Musa (CSKA Moscovo), Shola Ameobi (Newcastle), Victor Moses (Chelsea), Emmanuel Emenike (Fenerbahçe), Peter Odemwingie, (Stoke City), Uche Nwofor (Heerenveen), Babatunde Michael (Volyn).

Esta é a selecção com maiores alterações fase ao que foi avançado pelo Mundial Futebol nos seus Prováveis Convocados. Também pelo facto de Sunday Mba ter sido excluído por, alegadamente, se ter relaxado na forma como encarou a chegada ao estágio da selecção, explique a enorme diferença que traz esta lista de convocados de Stephen Keshi, que só leva 5 jogadores para a linha do meio campo.

John Obi Mikel

John Obi Mikel é o grande estratega desta equipa

Mas vamos lá a ver. Na baliza, tudo como era previsto. Na defesa, Stephen Keshi optou por não convocar James Okwosah, do Chippa United, mas acrescentou à lista, Juwon Oshaniwa, Joseph Yobo e Kunle Odunlami. No meio-campo, os preteridos foram John Ogu, da Académica da Coimbra, e Sunday Mba, do Bastia, como se disse acima, por questões de disciplina. Por seu lado, o seleccionador acabou por convocar Michael Uchebo e Ramon Azeez. No ataque, dispensou as participações de Ideye Brown, do Dínamo de Kiev, Nnamdi Oduamadi, do Varese, Victor Obinna, do Chievo Verona, e Bright Dike, do Toronto. E acabou por chamar Shola Ameobi, Peter Odemwingie, Uche Nwofor e Babatunde Michael.

Uma verdadeira revolução, portanto. A verdade é que Stephen Keshi pôs a cabeça do cepo e, se a selecção nigeriana não consegue uma boa participação, as culpas serão, obviamente, lançadas aos ombros do treinador que tornou esta escolha tão pessoal.

A Selecção da Nigéria está inserida no Grupo F, na companhia da Selecção da Argentina, da Selecção da Bósnia Herzegovina e da Selecção do Irão. Um grupo não muito difícil, mas trabalhoso e predisposto à surpresa. A estreia dos nigerianos será no dia 16 de Junho, no Arena da Baixada, em Curitiba, contra os iraniano de Carlos Queiroz.

 

 

Outros Artigos Recomendados

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *