Última Hora

• Nenhum artigo encontrado
David Luiz

Os melhores para a FIFA, até os oitavos-de-final

Acabada a primeira fase do Campeonato do Mundo, a fase em que metade das equipas volta para casa, e acabada a segunda fase, a dos oitavos-de-final, onde só  sobrevivem os melhores (ou os que têm mais pontaria, ou os que têm mais sorte), a FIFA já elegeu a sua lista dos melhores jogadores do Mundial. Até ao momento.

Como todas as listas, esta também não vai de encontra aos consensos. Há, aliás, alguma perplexidade com alguns dos nomes votados e com a posição de outros. Está lançada a polémica. A FIFA também gosta disto.

Bom, como melhor jogador do torneio até esta altura, aparece o defesa brasileiro David Luiz, do PSG, que já foi do Benfica e do Chelsea. Começa logo aqui a polémica. Não estando em causa o valor do jogador (que foi vendido em Maio passado por 50 milhões de euros), nem a qualidade de jogo mostrado até agora neste Mundial, parece exagero numa Selecção do Brasil que até agora ainda não justificou o seu estatuto de potencial campeã, e tem andado nas costas de Neymar, tenha, num defesa, o melhor jogador deste Campeonato do Mundo, onde já houve partidas realmente muito boas com outros jogadores que se destacaram bastante.

Em segundo lugar nesta lista, vem um desses jogadores que realmente já justificaram o lugar de grandes, melhores, de entre os jogadores do Mundial. É o colombiano James Rodríguez, jogador do Mónaco, que o adquiriu por 45 milhões de euros (num pacote que também envolvia o português João Moutinho). James Rodríguez, que lidera a lista dos melhores marcadores deste Mundial, teve uma prestação superlativa no encontro da Selecção da Colômbia com a Selecção do Uruguai. E, em abono da verdade, e contando com a falta que Luís Suárez fez à Celeste, James Rodrígues foi a principal causa da derrota do Uruguai.

Em terceiro lugar, aparece o avançado francês Karim Benzema, do Real Madrid. Um avançado destes é sempre um jogador muito importante, muitas vezes decisivo, e não há muitos assim por este Mundo fora. Portugal que o diga. Benzema, que tem sido muito importante no Real de Madrid, tem sido também predominante numa selecção, como a francesa, muito virada para o ataque, sendo que Benzema é o seu melhor marcador. Mas estão a esquecer, ou a menorizar, o papel de Paul Pogba nesta selecção. É que é no meio-campo que vive  força da Selecção de França.

James Rodríguez

James Rodríguez é, até aos oitavos-de-final, o melhor marcador do Mundial

Em quarto lugar está o jogador holandês Arjen Robben. Robben, que passou pelas equipas do PSV Eindhoven, Chelsea e Real Madrid, antes de rumar aos alemães do Bayern Munique, por 25 milhões de euros, em 2009. Robben é uma das peças chave da Selecção da Holanda. Este é um daqueles jogadores que estará em qualquer uma das listas que se façam porque é realmente muito importante na sua selecção como o é no clube que representa. Arjen Robben é daqueles jogadores que raramente passam ao lado do jogo, mas têm tendência para o marcar, e é o que tem feito nos jogos da Holanda neste Mundial.

O quinto lugar é para o defesa belga Jan Vertonghen. Vertonghem jogou toda a sua vida em dois clubes, primeiro o Ajax, depois o Tottenham. Tem feito grandes partidas neste Mundial, mas não tem superado em influência e em futebol os seus compatriotas Axel Witsel, Marouane Fellaini e Romelu Lukaku. É uma surpresa a sua inclusão nesta lista. Mesmo sendo um bom jogador nesta Selecção da Bélgica, e até esteja a realizar um bom torneio.

O sexto lugar é do brasileiro Neymar. E esta também é uma surpresa, no caso negativa, por Neymar ter sido, até à data, o ganha pão da Selecção do Brasil. Não se pode esconder que o actual jogador do Barcelona, que o comprou no ano passado ao Santos, por um valor que se desconhece (as últimas notícias falam de entre 86 a 95 milhões de euros), é que tem permitido à selecção canarinho passar por potencial vencedor do torneio que até agora não mereceu. Neymar poderia, ele sim, estar entre os primeiros desta lista que quer indicar os melhores jogadores do Campeonato do Mundo de 2014, até ao momento dos oitavos-de-final.

No sétimo lugar está outro brasileiro, o defesa Thiago Silva, que já passou pelo FC Porto B, pelo Dínamo de Moscovo, pelo Fluminense e pelo AC Milan, sendo actualmente peça chave do PSG. Thiago Silva é o capitão do escrete, e um defesa seguro que está a fazer um bom Campeonato do Mundo, mas não tem sido brilhante, aliás, à semelhança de quase toda a selecção brasileira, com excepção de Neymar. Mas pronto, há coisas que não são para compreender. Só para saber.

Em oitavo lugar está o croata Ivan Perišić, jogador da Selecção da Croácia, que já não está entre as selecções do Mundial desde que acabou a fase de grupos. Ivan Perišić, que passou pelo Sochaux e Club Brugge, onde foi o melhor marcador do campeonato belga e jogador do ano, o que lhe valeu uma transferência para o Borussia Dortmund, é, actualmente, médio ao serviço do Wolfsburg. Ivan Perišić só participou nos 3 jogos da fase de grupos, mas continua nesta lista. A verdade é que os jogos dos oitavos-de-final têm sido muito bons, e há outros nomes revelados anteriormente, que se consagraram nos oitavos-de-final. Não deixa de ser uma surpresa, a inclusão de Perišić nesta lista, mesmo sendo um grande jogador, e mesmo tendo feito 3 bons jogos pela selecção croata, que afinal acabou por só ganhar um deles, contra a Selecção dos Camarões, por 4 a 0, tendo perdido os outros dois.

Claudio Bravo

Claudio Bravo, que já não está no Mundial, foi o melhor guarda-redes até aos oitavos-de-final

Em nono lugar aparece o costa-marfinense, naturalizado suíço, Johan Djourou. Djourou é jogador do Arsenal, mas tem sido emprestado ao Birmingham City, ao Hannover 96 e ao Hamburgo SV, clube onde joga actualmente. Johan Djourou é mais outro caso polémico, se se tiver em atenção que o jogador que se tem destacado na Selecção da Suíça, que a tem carregado ao colo e se mostrou sempre insatisfeito com os maus resultados enquanto a Suíça andou pelo Mundial era Xherdan Shaqiri.

No décimo lugar está o alemão Thomas Müller, marcador de serviço da Selecção da Alemanha. Thomas Müller, avançado do Bayern Munique, marcou 3 golos à selecção portuguesa no jogo de abertura do Grupo G no Campeonato do Mundo. Müller tem-se revelado um jogador acutilante e muito eficaz, reflexo do que simboliza a selecção alemã.

Ainda de referir que, como melhor guarda-redes da competição, aparece, em primeiro lugar, Claudio Bravo, guarda-redes da Selecção do Chile. Mais uma vez a polémica. Não se discutindo o valor de Claudio Bravo, que o demonstrou em todos os jogos que a selecção chilena efectuou, estão a esquecer-se dos guarda-redes Guillermo Ochoa, da Selecção do México, e de Keylor Navas, da Selecção da Costa Rica, para além de Tim Howard, da Selecção dos Estados Unidos.

Também, numa listagem da equipa ideal, com a escolha de um jogador por posição para uma equipa de 11 jogadores, não há lugar para estrelas como Neymar e Lionel Messi.

E o que é feito do costa-riquenho Joel Campbell?

Até ao final do Campeonato do Mundo ainda sairão mais listas, listagens, onzes ideais e muito mais polémica. Mas isto também tempera o futebol.

Teachers have been craving to see it in best site for online essays action, she said

Outros Artigos Recomendados

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *