Última Hora

• Nenhum artigo encontrado
Brasil 1994

Os recordes do Mundial – I

Na primeira edição dos recordes do Mundial, aqui no Mundial de Futebol, vamos começar pelas classificações de cada país nas diferentes edições desta prova.

O Brasil esteve presente em todas as edições da prova até hoje, cumprindo a sua vigésima presença em casa, organizando a edição deste ano. A seguir-lhe os passos na linha de seleções com mais presenças, surgem a Alemanha e a Itália, ambas com dezoito. O pódio fecha com a Argentina, que esteve em dezasseis edições. Nas posições seguintes surgem o México, que já jogou em quinze mundiais, e outras três seleções de grandes tradições na Europa, a Inglaterra, a França e o atual campeão do mundo, a Espanha, com catorze presenças.

A seleção que conta com mais presenças entre aquelas que não estarão no Brasil é a Jugoslávia, sendo que o desmembramento dessa equipa em diferentes países leva a que possamos encontrar dois conjuntos que fizeram parte desta federação: a Croácia e a Bósnia Herzegovina, que se estreia em mundiais este ano. A Hungria, com nove presenças, é o mais mundialista dos países que participaram na qualificação para o Brasil e acabam de fora.

Os títulos e as medalhas

O Brasil aproveitou bem a sua superioridade no número de presenças para assegurar, também, o maior número de títulos. No total, são já cinco os Mundiais conquistados pela seleção canarinha, seguida de perto pela Itália, que pode igualá-lo no campo do rival. Em terceiro lugar entre os mais vencedores estão os alemães, com três vitórias em Mundiais, sendo que a equipa germânica conjuga-se como o conjunto que mais vezes terminou em segundo lugar, nada menos do que quatro. Na indesejável posição de ter ficado por três vezes em segundo lugar e nunca ter conquistado um título está a Holanda, que alcançou a final pela última vez na derradeira edição da prova. De resto, as seleções que terminaram em segundo lugar sem nunca terem conquistado um título são a antiga Checoslováquia, a Hungria e a Suécia.

Portugal 1966

1966, o melhor Portugal de sempre

Adivinhem, agora, quem é o país que mais vezes terminou em terceiro lugar. A Alemanha, pois! Quatro vezes os germânicos mereceram a medalha de bronze em campeonatos do mundo, transformando a sua seleção naquela que mais vezes terminou no pódio (11). Entre os países que alcançaram o terceiro lugar e têm, nessa posição, a sua melhor classificação, estão a Polónia (por duas vezes), a Áustria, o Chile, a Croácia, Portugal, os Estados Unidos e a Turquia.

Meias finais e Quartos-de-final

A equipa que mais vezes terminou um Mundial em quarto lugar foi o Uruguai, que também já o venceu por duas vezes. A antiga Jugoslávia também terminou nesta posição por duas vezes, enquanto equipas que alcançaram as meias-finais mas não conseguiram, nunca, estar no pódio, são a Bélgica, a Bulgária, a Coreia do Sul e a Rússia. Nota para, numa classificação marcada pelas equipas da América do Sul e da Europa, só os Estados Unidos, com o terceiro lugar em 1930, e a Coreia do Sul, com o quarto lugar em 2002, conseguiram romper com esse domínio.

Finalmente, entre as equipas que mais vezes acabaram entre o 5º e o 8º lugar, o equivalente atual a alcançar os quartos-de-final da prova, a Inglaterra tem claro domínio, com oito, seguido do Brasil, com seis, e da Argentina e da Jugoslávia com 5. Nesta posição encontramos outras seleções que marcaram o futebol do seu continente, como são as equipas dos Camarões, Gana e Senegal, únicas representações africanas a atingir o nível dos quartos-de-final. Nesta lista encontramos ainda outros países que não têm grandes tradições nesta modalidade, como são os casos de Cuba ou Coreia do Norte, sendo de notar que seleções que vão sendo habituais nas últimas edições do Mundial, como o Chile, não atingem esta fase desde 1930!

Existem, assim, bastantes recordes a bater nesta prova. Que seleção poderá entrar nestas listas de equipas a estar entre as oito melhores do Mundo na edição de 2014?

Dance said there’s a plan to cut that down to 11 at the beginning more helpful advices of next school year, and over the next two years, to have all those schools outfitted with central air

Outros Artigos Recomendados

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *