Última Hora

• Nenhum artigo encontrado
Brasil

Quem quer ganhar a final dos perdedores?

E disposição? Quem a tem?

Quem é que quer lutar pelo último lugar do pódio depois de ter perdido a hipótese de alcançar o primeiro lugar?

Quem é que consegue ultrapassar uma humilhação como aquela a que foi sujeita a Selecção do Brasil, agravada com as declarações de Mats Hummels quando contou a decisão da equipa alemã, ao intervalo, de não humilhar a selecção brasileira?

Vamos por partes. A selecção brasileira está partida, destroçada. A selecção brasileira sofreu uma humilhação que não se julgava possível. A selecção brasileira gostaria que o Mundial tivesse acabado e não tivesse de voltar a subir a um relvado, para poder lamber as suas feridas, e tentar curar-se. Mas não pode. E está no fio da navalha de um terramoto que não terminou, e pode ser muito maior e com consequências imprevisíveis.

A sua arqui-inimiga Selecção da Argentina está na final. Se por um lado os brasileiros gostavam de se ver vingados, e de ver a selecção alemã derrotada, por outro lado não gostariam de ver a Argentina campeã em sua casa. E este foi um caminho aberto pela selecção brasileira, ela própria, que não conseguiu chegar à final e defender a sua honra.

Por outro lado, a selecção brasileira, ferida, ainda vai ter de defrontar a Selecção da Holanda. Esta selecção holandesa apareceu, neste Mundial, como uma das suas grandes e melhores surpresas, mas foi perdendo o gás ao longo da prova, tendo já demonstrado muitas dificuldades em ultrapassar a Selecção da Costa Rica nos quartos-de-final e quebrando perante a selecção argentina nas meias-finais.

Mais. O Brasil pode vir a perder o seu lugar no pódio e ver a sua grande rival argentina sagrar-se campeã na sua terra. É a hora do apocalipse. Que brasileiro vai conseguir suportar este desenho final para um Campeonato do Mundo que, segundo várias e diversas fontes, e por vários e diferentes motivos, já foi considerado um dos melhores Mundiais de sempre, se não mesmo o melhor.

Louis van Gaal

Para Louis van Gaal e para a selecção holandesa, o jogo não tem a mesma carga que tem para os brasileiros

E então, como é que ficamos, Brasil? É que a Holanda não está caída a chorar o afastamento da final (eles estão já bem calejados com derrotas em finais e meias-finais). Não perderam a compostura e ainda correm pelas medalhas e para o currículo. É que ser terceiro num Campeonato do Mundo, para qualquer país que não o Brasil, é mesmo muito bom. Por isso os holandeses ainda se encontram na corrida. Por isso este jogo de amanhã, às 21:00′ de Portugal continental, no Estádio Nacional Mané Garrincha, em Brasília, se revela de extrema importância. O Brasil precisa de reafirmar que não está morto, nem moribundo, mas que precisa de repensar o seu futebol e dar o máximo para não enterrar mais o povo numa depressão maior do que aquela onde já está – não haverá povo na terra que leve o futebol tão a sério, por mais sério que seja levado noutros lados.

Mas com que ânimo a selecção brasileira vai entrar em campo? Depois de tudo o que já se disse, escreveu, gritou e afirmou sobre Luiz Felipe Scolari e alguns dos jogadores, que Brasil é esse que vai entrar em campo amanhã?

E a Holanda nisto tudo? Parece que não é dada nem achada. Mas estão lá para ganhar. Quer dizer, para os holandeses não há essa coisa da depressão porque não estão na final. Os jogos são para se ganhar e às vezes perdem-se.

Louis van Gaal não precisou deste Campeonato do Mundo para arranjar emprego (ele que até já passou por períodos muito complicados), e por isso vai encarar o jogo de amanhã como mais um jogo onde se entra para se ganhar. Mas sem dramas.

Quem quer, afinal, ganhar a final dos perdedores?

As duas selecções, a brasileira e a holandesa, querem ganhar o jogo do terceiro e quarto lugar, mas o Brasil sobe ao campo com a pressão de ter de ganhar o jogo. A Holanda vai descontraidamente fazer mais um jogo no Campeonato do Mundo. Isto pode fazer a diferença. Para o bem e para o mal. E o Brasil, o país, entenda-se, está em suspenso. Quem mais lhes faltará acontecer?

Die hauptfigur ist fast passiver natur, sie trägt fast nichts zu www.hausarbeit-agentur.com ihrem eigenen untergang bei

Outros Artigos Recomendados

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *