Última Hora

• Nenhum artigo encontrado
Neymar Brasil

Resumo: África do Sul 0 – 5 Brasil

No Soccer City, construído para receber o Mundial’10, na África do Sul, a selecção deste país recebe o Brasil, em partida amigável que será a primeira de duas que a equipa brasileira, orientada por Luis Felipe Scolari, tem já marcadas.

Foi às 17h certas que o árbitro deu o pontapé de saída, com bola para o Brasil que assumiria de imediato o comando da partida, chegando mesmo ao 1-o à passagem dos 10 minutos, após um grande passe em desmarcação de Hulk, ex-Porto, para o atleta do Chelsea, Óscar que, de chapéu, inaugurou o marcador. O jogo prosseguiu então com a selecção de África do Sul a procurar reagir, mas sempre que tentavam atravessar a última linha defensiva canarinha acabavam por perder a bola, pelo que a maior parte dos remates dos Bafana Bafana surgiram de fora da área. Á passagem do minuto 20, Khumalo saiu lesionado de um choque numa disputa de bola, tendo sido de imediato substituído por Xulu. Sempre mais perigoso e com melhores oportunidades, o Brasil acabaria mesmo por aumentar a vantagem no marcador pela estrela Neymar, que recebeu o passe de Paulinho e sem cerimónias rematou pelo meio das pernas no guardião Williams, que nada pode fazer para evitar o 2º dos brasileiros, decorria o minuto 40. Foi então desta forma que se encerrou a 1ª parte, onde, para além dos golos, pouco mais vimos da selecção anfitriã deste Mundial’14.

Uma segunda parte de Neymar

Para o início da 2ª parte Luis Felipe Scolari havia preparado três substituições, entrando Willian, Luiz Gustavo e Ramires para os lugares de Hulk, Paulinho e Oscar, respectivamente, e logo à passagem dos 20 segundos da 2ª parte Neymar ampliou a vantagem brasileira com um enorme chapéu depois de uma excelente assistência de Fred. Foi então na resposta a este golo que a equipa sul africana construíra a sua melhor oportunidade, mas o golo foi-lhes negado por Júlio César. O jogo prosseguiu, agora de forma mais dividida, com a África do Sul a conseguir mais bola, no entanto sem grandes resultados. O Brasil continuou então a carregar, com Neymar a ser a figura em destaque no ataque do escrete. Ainda assim foi Paulinho a aumentar a vantagem dos brasileiros com um grande remate de fora de área após um alívio da defensiva dos Bafana Bafana. Já depois dos 90, aos 91, foi a vez de Neymar carimbar o hat-trick após um cruzamento da esquerda de Dani Alves que foi amortecido por Jô directamente para o pé do menino prodigio.

Este foi então um teste positivo para Luis Felipe Scolari, que viu Fernandinho, um dos jogadores que procurava testar a marcar, sendo também de realçar o grupo defensivo da equipa que poucas oportunidades deu ao ataque adversário.

Outros Artigos Recomendados

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *