Última Hora

• Nenhum artigo encontrado
Portugal X Israel

Resumo: Portugal – Israel

Selecção de Portugal – Guarda-redes: Rui Patrício; Defesas: André Almeida, Pepe, Ricardo Costa, Antunes; Médios: Miguel Veloso (Éder), Rúben Micael (Josué), João Moutinho; Avançados: Cristiano Ronaldo, Nani, Hugo Almeida (Nélson Oliveira).

Selecção de Israel: Guarda-redes: Dudu Aouate; Defesas: Eyal Meshumar, Tal Ben Haim, Omni Ben Harush, Eytan Tibi, Shiran Yeiry; Médios: Bibras Natcho, Eran Zahavi (Damari), Mahran Radi (Rafaelov); Avançados: Eden Ben Bassat, Elianiv Barda (Ben Chaim).

Às 20:45′ começou a primeira de duas finais que Portugal tem de levar de vencida se quiser estar na fase final do Campeonato do Mundo de Futebol no Brasil em 2014. E, à hora em que Portugal começou o jogo, já a selecção da Rússia, principal adversário na luta pelo primeiro lugar do Grupo, estava a ganhar à selecção do Luxemburgo.

Paulo Bento, o seleccionador nacional, viu-se forçado a inúmeras alterações àquele que tem sido o seu onze base por motivos de lesões e castigos. Assim, as surpresas nesta equipa são, na defesa, André Almeida, Ricardo Costa e Antunes, pela impossibilidade de João Pereira, Bruno Alves e Fábio Coentrão, respectivamente. No meio campo, à ausência de Raul Meireles, respondeu Paulo Bento com Rúben Micael, e no ataque, lançou Hugo Almeida ante o castigo de Hélder Postiga.

A Primeira Parte

Não foi uma grande Primeira Parte. As duas equipas pareceram entrar um pouco nervosas, mas não receosas, o que levou a alguns contra-ataques, bastante

Portugal X Israel

Portugal – Israel e primeira parte a meio-campo

perigosos, de parte-a-parte. Mas, no geral, o jogo foi muito concentrado a meio do campo, e sem grande história.

Aos 3 minutos de jogo, Rúben Micael teve um forte remate à baliza de Aouate, mas a bola saiu um pouco ao lado. Logo depois, Cristiano Ronaldo, na marcação de um livre directo a meio do meio-campo israelita, tentou um remate forte e directo à baliza, mas a bola saiu muito por cima.

Aos 8 minutos Israel chegou à baliza de Portugal e ganhou o primeiro canto do encontro, mas do qual não saiu nada de relevante. No entanto, este primeiro canto marcou o início do melhor período da equipa israelita, carregando sobre a selecção portuguesa, fazendo bastante pressão, até que ao minuto 15, num contra-ataque muito perigoso, um avançado de Israel, frente a Rui Patrício, mandou a bola ao lado.

De vez em quando lá aparecia Cristiano Ronaldo que, aos 19 minutos, voltou a rematar de longe, mas muito ao lado.

Finalmente aos 26 minutos de jogo, Rúben Micael, o jogador mais rematador desta primeira parte, executou um grande e inesperado remate e ganhou canto. Na consequência desse canto, e após um remate de Pepe, Ricardo Costa cabeceou a bola para o interior da baliza e fez o primeiro golo do encontro. O Estádio de Alvalade explodiu de alegria. Portugal começava a fazer o que lhe competia.

Até ao intervale, nada mais relevante se passou. Portugal um pouco atabalhoado e Israel a tentar desfazer o jogo a meio-campo.

A Segunda Parte

Aos 53 minutos o melhor passe do encontro, até ali, numa bola lançada até Hugo Almeida que só teve de cabecear para o lado contrário à posição do guarda-redes israelita. E a bola entrou na baliza. E gritou-se golo nas bancadas de Alvalade. Mas não foi validado porque Hugo Almeida estava em fora-de-jogo no momento do passe.

Aos 56 minutos, numa jogada iniciada por Cristiano Ronaldo, a equipa avançou com os jogadores em linha sobre a baliza de Israel, mas acabaria por não

Portugal X Israel

E no final do encontro, um balde de água fria

resultar em nada.

Num jogo que estava sem grande história, aos 69 minutos sairam Hugo Almeida e Rúben Micael para entrar Nelson Oliveira e Josué e, este último, logo na primeira vez que tocou na bola fez um remate muito perigoso à baliza de Aouate.

Aos 72 minutos, de novo Josué viu muito bem a desmarcação de Nelson Oliveira e enviou-lhe a bola, e este correu e correu para a baliza e remato, com a bola a sair um pouco ao lado, e sem ter visto que Cristiano Ronaldo estava à sua esquerda, em muito melhor condição para tentar marcar o golo.

A partir daqui, a equipa das quinas instalou-se no meio-campo israelita. Antunes entrou muito bem pelo lado esquerdo e fez um bom remate à baliza de Israel, conseguindo um canto.

Do canto não resultou nada e quase na resposta, num contra-ataque israelita, Rui Patrício foi obrigado a uma excelente defesa.

Mas foi a partir daqui que tudo se descontrolou. Aos 83 minutos saiu o primeiro cartão amarelo do jogo para um jogador de Israel que cometera uma falta sobre André Almeida. Pepe, um pouco descontrolado, forçou o amarelo e o árbitro fez-lhe a vontade. Resultado, Pepe fica de fora no próximo jogo contra o Luxemburgo. E para arrumar com tudo de vez, na sequência disto, o golo de Israel, num atraso da defesa portuguesa para Rui Patrício, o guarda-redes português não conseguiu desfazer-se da bola e acabou por sofrer o golo da selecção israelita.

Até ao fim do jogo as únicas relevâncias foram a entrada de Éder que tentou abanar um pouco as coisas com a sua irreverência, e o cartão amarelo para Cristiano Ronaldo que também falha o próximo jogo.

Conclusão

Mais uma vez a selecção portuguesa não conseguiu atingir os objectivos a que estava obrigada e que estava perfeitamente ao seu alcance.

Sentiu-se uma certa displicência por parte dos jogadores portugueses que acharam que tinham o jogo ganho. Pepe e Cristiano Ronaldo foram amarelados e vão ficar de fora no último jogo contra o Luxemburgo.

Com a vitória da selecção da Rússia sobre a selecção do Luxemburgo, os primeiro mantiveram o primeiro lugar, agora a 3 ponto da selecção portuguesa que ainda está obrigada a ganhar contra o Luxemburgo na próxima Terça-feira para garantir um dos melhores 2º lugares e a consequente ida aos play off.

Por último só mais uma nota para perguntar por onde terá andado o Nani?

That’s phonetrackingapps.com/android-spy/ a lot of impressive words right there

Outros Artigos Recomendados

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *