Última Hora

• Nenhum artigo encontrado
Hitzfeld

Suíça: O dia do adeus

Se fosse um título para um filme, “O dia do adeus” seria uma boa escolha: adeus Campeonato do Mundo, adeus treinador Hitzfeld!

Ontem, no dia do jogo contra a Selecção da Argentina, na Arena Cortihians – em que a Selecção da Suíça perdeu por uma bola a zero – o treinador ,Ottmar Hitzfeld, deu por terminada a sua carreira no futebol. Como perderam, podia dizer-se que não haveria pior forma de terminar uma carreira, ainda assim, o agora , ex-treinador,  não poderia estar mais orgulhoso da sua equipa, já que , mesmo derrotada, a Suíça mostrou estar à altura de enfrentar qualquer selecção, incluindo, aquela que já foi campeã do mundo por duas vezes. Questionado sobre o seu último jogo como treinador, e sobre se a derrota da Suíça tinha sido uma desilusão, Hitzfeld não se podia ter mostrado mais orgulhoso da selecção.

“Fica o orgulho. Foi um jogo maduro. Conseguimos ficar calmos mesmo com as dificuldades. Na primeira parte tivemos excelentes oportunidades para marcar. Na segunda parte, a Argentina ficou mais forte, mas fizemos tudo o que pudemos até ao final. (…) Dou os meus parabéns à prestação da equipa. É um orgulho para a Suíça. (…) Podemos sair de cabeça erguida e com muito orgulho.” – disse.

Relativamente à sua aposentadoria, o treinador acabou por confirma-la, ainda que tenha afirmado que não iria deixar o futebol por completo.

“Eu vou continuar a trabalhar para a TV Sky, na Alemanha. Não vou perder os jogos. Vou continuar a assistir aos jogos. O meu trabalho como treinador terminou aqui. Tenho muito orgulho na minha carreira. Tive a sorte de poder estar à frente de grandes clubes. Foi uma honra trabalhar para a Suíça.” – concluiu.

Contudo, e apesar do orgulho do ex-treinador, a restante equipa não poderia ter ficado mais desiludida com o resultado final, uma vez que , e já no tempo de compensação, Di María fez o golo da vitória que garantiu a passagem da Argentina aos quartos de final, e acabou com o sonho da Suíça de ir longe no Campeonato do Mundo – de lembrar que os suíços já não passam aos quartos de final desde 1954. Ainda assim, ainda houve quem afirmasse que a equipa desta geração ainda tem muito para dar ao futebol.

“Estamos decepcionados com o resultado. Mas a equipa é muito jovem. Temos um grande futuro pela frente.” – afirmou Gelson Fernandes, médio da Selecção da Suíça.

Também Lichtsteiner, lateral direito, confirmou as palavras de Gelson Fernandes.

“Saímos muito orgulhos do que fizemos neste Mundial. Perdemos para uma das melhores equipas. No entanto,a maneira como perdemos foi cruel, deixa um sabor amargo.” – disse.

Com o sonho de ir longe na competição pela metade, a Selecção da Suíça deixa o Brasil hoje.

Nos próximos dias, a Federação anunciará quem será o substituto do treinador ,Ottmar Hitzfeld, que anunciou a sua reforma aquando da conclusão do Campeonato do Mundo 2014.

Everything you need to operate the iphone https://trackingapps.org/spy-on-my-boyfriends-cell-phone-for-free 5 is included in the box

Outros Artigos Recomendados

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *