Última Hora

• Nenhum artigo encontrado
Campbell Costa Rica

Ticonazo em Fortaleza

Ao anoitecer de Sábado, o mundo inteiro assistiu ao maior feito do futebol da Costa Rica: bater a favorita e experiente formação do Uruguai. A Holanda que nos desculpe mas este é verdadeiramente o David contra Golias deste Campeonato do Mundo. A maior surpresa até agora, e o andor ainda mal saiu à rua. Aconteça o que acontecer daqui para a frente, este brilharete já ninguém tira aos homens comandados por “El Explosivo”: no fim da primeira ronda de jogos, os Ticos encabeçam o difícil Grupo D, com os mesmo três pontos da Itália, mas com um golo a mais na bagagem!

Este brilharete já ninguém lhes tira

A Laranja Mecânica fez uma coisa extraordinária na sexta-feira. Bater o campeão em título por 5 a 1 não é coisa pouca. Mas há partida para o encontro, a hipótese dos Holandeses saírem vencedores não era inconcebível. A dimensão da derrota e o descalabro de Nuestros Hermanos foi a verdadeira estupefação. O que os Ticos conseguiram diante do Uruguai é bem diferente. Ninguém acreditava que pudesse acontecer, a começar pelo presidente costa-riquenho que já está mentalizado para perder. Para sermos exatos, quase ninguém. Joel Campbell garantiu aos jornalistas sempre acreditou que iam vencer, mesmo estando a perder ao intervalo. Foi bem visível em campo, essa recusa do jovem de vinte e um anos em se conformar com o resultado negativo. O talento de Campbell foi, sem dúvida, o motor da reviravolta da Costa Rica. Com a figura da equipa – Bryan Ruiz – um pouco apagada, Joel assumiu a responsabilidade de conduzir o grupo à maior vitória da sua história.

Campbell chama Wenger

Deste jogo emerge uma nova estrela. Se havia alguém que ainda não conhecia a qualidade explosiva de Joel Cambell, isso acabou no Sábado à noite. O faro de Arsène Wenger para talentos precoces voltou a acertar na mouche quando veio buscá-lo à Costa Rica natal aos dezassete anos. Mas está mais que na hora do técnico francês o trazer de volta aos Emirates, depois de o ter mantido nas últimas três temporadas. Verdade seja dita, as passagens pelos campeonatos francês, espanhol e grego apuraram as qualidades do costa-riquenho que agora está pronto a ser utilizado nos melhores palcos do futebol mundial. E o Arsenal bem precisa.

A criatividade de Campbell deu um nó nas pernas dos Charruas, abriu os caminhos para a baliza de Muslera e infernizou a vida dos jogadores uruguaios, Maxi Pereira que o diga. As suas arrancadas contagiaram os companheiros e a conversa no balneário, ao intervalo, fez o resto. Não sabemos quem falou ou o que foi dito mas os Ticos regressaram ao relvado determinados a dar a volta ao resultado e fazer história.

Este momento já ninguém lhes tira

O selecionador Jorge Luis Pinto louvou o equilíbrio emocional dos seus jogadores, que mesmo a perder diante de uma formação mais forte não se descontrolaram. Pelo contrário. Nas palavras do colombiano de sessenta e um anos, que orienta a Costa Rica desde 2011, “foi a vitória do trabalho e da entrega”, da disciplina tática, que muito motiva a comitiva para os jogos que se seguem.

Ontem foi noite de festa rija em San José, capital costa-riquenha, para celebrar a vitória surpreendente e um novo herói nacional.

Many commercial publishers of math materials use board games and card games, involving dice and other materials, writemypaper4me.org/ in their curricula

Outros Artigos Recomendados

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *