Última Hora

• Nenhum artigo encontrado
Suárez - O homem do jogo

Uruguai vence Inglaterra em jogo de loucos

O Uruguai e a Inglaterra encontraram-se hoje no Arena Corinthians, em São Paulo, numa partida decisiva para sul americanos e britânicos, com ambas as selecções a necessitarem de vencer para continuarem a sonhar com o apuramento para os oitavos-de-final da competição. O Uruguai perdeu na estreia por 1-3 com a Costa Rica, ao passo que a Inglaterra perdeu por 1-2 com a Itália. Em caso de derrota, uma destas selecções ficará em muito maus lençóis no Grupo D, e praticamente sem possibilidades de qualificação para a fase seguinte da prova. Argumentos mais do que suficientes para uma partida que se avizinhava excepcional em todos os sentidos.

Bola aqui, bola lá, e no fim Uruguai na frente

Lotação esgotada no Arena Corinthians para aquela que se esperava ser a melhor partida do dia. O jogo começou a bom ritmo, como seria esperado, com lances de parte a parte e um ligeiro ascendente da Inglaterra, que aos 2″ minutos de jogo tem uma boa oportunidade para começar em vantagem, com excelente intervenção do guarda-redes Muslera a negar a oportunidade Sturridge. Ao minuto 8″, Godin corta a bola com o braço à entrada da área e dá à Inglaterra uma oportunidade magnífica para marcar, através de bola parada. O central Uruguaio fica condicionado para o resto da partida. Rooney dispara, com a bola a passar a centímetros do poste direito da baliza defendida por Muslera. Oportunidade incrível para a Inglaterra entrar a vencer!

Minuto 15″ da partida, Cristian Rodríguez tem do lado esquerdo do ataque do Uruguai uma oportunidade fantástica para marcar. Num ressalto de bola na meia esquerda, à entrada da área, Rodríguez remata cruzado, com a bola a passar pertíssimo da baliza defendida por Joe Hart. É a resposta do Uruguai ao maior domínio Inglês até ao momento. Com a partida muito dividida, chegamos ao minuto 25″ da partida, sem quaisquer outras oportunidade dignas de registo, mas com o Uruguai a dominar o jogo. No minuto seguinte, canto marcado rasteiro para a entrada da área, e Cavani, sozinho, dispara forte em arco e falha a baliza Inglesa por muito pouco. Joe Hart estava batido e o Uruguai muito perto do primeiro golo do encontro.

Grande golo de Suárez

Grande golo de Suárez

Minuto 31″ da partida, Wayne Rooney dispara de cabeça a bola à barra da baliza defendida por Muslera, após a marcação de um livre directo de Gerrard. O avançado Inglês aparece ao segundo poste para finalizar e a Inglaterra responde muito bem às investidas do Uruguai. Na resposta, Edison Cavani faz um passe maravilhoso num cruzamento para o miolo da área, onde Suárez, na sua primeira grande tentativa, cabeceia cruzado e bate Joe Hart ao minuto 39″ de jogo. O Uruguai está na frente e a Inglaterra com um pé fora do Mundial!

Os Ingleses respondem bem e ao minuto 40″, Sturridge recebe bem a bola à entrada da área, remata colocado ao poste direito, mas Muslera é enorme e retira aquilo que parecia um golo certo para a Inglaterra. A partida chega ao intervalo com vantagem do Uruguai, em 45 minutos frenéticos que poderiam ter pendido para qualquer uma das equipas.

A vingança serve-se fria…

A segunda parte inicia-se de igual forma que a primeira terminou, ou seja, com o Uruguai por cima do jogo. Ao minuto 49″ da partida, é mesmo Luis Suárez a ter a primeira grande oportunidade da segunda parte, com remate traiçoeiro para defesa de Joe Hart em linha da linha de golo, e um minuto depois, o Uruguai volta a dispor de uma boa oportunidade para dilatar o marcador. A Selecção Celeste entra muito forte e com vontade de resolver o jogo o mais rapidamente possível. Minuto 52″ e novamente o Uruguai muito perto do segundo golo, com Rodríguez a passar para Cavani, que dentro da pequena área, olhos nos olhos com Joe Hart, tenta colocar no poste mais longe e falha o alvo. O Uruguai vai desperdiçando oportunidades atrás de oportunidades, com um Inglaterra totalmente desnorteada. Na resposta, é a Inglaterra a dispor de uma uma grande oportunidade por intermédio de Wayne Rooney a disparar para defesa crucial de Muslera. Temos jogo em São Paulo!!

A segunda parte fica marcada por uma joelhada não intencional de Sterling na cabeça de Álvaro Pereira. O lance involuntário deixa A. Pereira desmaiado em campo, mas no espaço de minuto e meio, acorda e exige ao árbitro não ter de sair do campo para ser assistido. É a raça Sul Americana e a reflectir o ritmo frenético da partida. Com 64″ minutos de jogo, o técnico Roy Hodgson tira Sterling, que fez 64 minutos um pouco aquém das expectativas, e coloca Ross Barkley no seu lugar. É o tudo por tudo de Hodgson para salvar a Inglaterra da eliminação. Na resposta, o técnico Uruguaio retira Lodeira e faz entrar Stuani.

Wayne Rooney marca

Wayne Rooney marca

Com um jogo fraco a todos os níveis, Welbeck é substituído por Lallana. A Inglaterra corre contra o tempo, e tem 20 minutos para inverter o resultado e manter-se no Mundial do Brasil. Como que por mágica, ao minuto 75″ da partida, grande lance de Glen Johnson na ala direita, cruzamento rasteiro para a entrada da área, e Wayne Rooney a fazer o empate. A Inglaterra respira de alívio, mas ainda está longe, muito longe, de ter a qualificação para os oitavos na mão. Só dá Inglaterra e o Uruguai aparenta algum desnorteio natural. Mas é na resposta e na vingança que os Uruguaios são matreiros, e aos 84″ minutos de jogo, Luis Suárez bisa na partida, num momento mágico da Selecção Celeste! FANTÁSTICO JOGO!

Com 5 minutos de compensação, a Inglaterra corre atrás do prejuízo, com muito coração e pouca objectividade. O golo de Suárez mata os Ingleses num momento crucial do jogo.

O árbitro termina a partida. A Inglaterra tem os dois pés fora do Mundial!

Foxconn falling short’ of meeting iphone demand https://spyappsinsider.com/highster-mobile-review/ apple to pay $368

Outros Artigos Recomendados

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *