Última Hora

• Nenhum artigo encontrado
Zuniga

Zúñiga: “Não temos de jogar pressionados”

É tudo uma questão de auto-confiança.

Para além dos adeptos e do treinador, também Zuñiga – lateral-direito da selecção colombiana – está convicto de que a equipa poderá ter uma boa prestação frente à Selecção do Brasil, e não ficará intimidada com a pressão dos adeptos brasileiros, que muito provavelmente farão a maioria no estádio. O jogador garante que a maneira irreverente de jogar dos colombianos não será deixada de lado, independentemente do adversário, e da atmosfera que o jogo venha a ter. Para Zuñiga, o respeito com o adversário deve existir, mas sem que a Colômbia perca as suas principais características, que são a de usar a habilidade em campo e marcar golos.

“O colombiano diverte-se quando tem a bola nos pés. Não temos de jogar pressionados. Não podemos temer o jogo. Esperemos que as coisas continuem a correr bem como tem corrido até agora. Temos jogado bem e queremos continuar assim, sem fugir do nossa forma natural de jogar.” – declarou o jogador do Napoli.

À parte do optimismo e confiança na equipa, o lateral-direito destaca ainda o impacto que a vinda do seleccionador argentino, Jose Pekerman, teve na selecção colombiana. Para ele, a selecção colombiana passou a mostrar um futebol ousado, e a prova disso aconteceu nas eliminatórias sul-americanas, quando a Colômbia terminou como segunda classificada e obteve quatro das nove vitórias fora de casa, inclusive, contra equipas fortes como o Chile, ou o Paraguai.

“A vinda de Pekerman foi muito importante para nós a nível pessoal. Passámos a jogar bem em qualquer estádio. Passámos a acreditar na qualidade de cada um de nós. Fizemos uma boa prestação na classificação para o Mundial deste ano, e continuamos a fazer história.”– declarou Zuñiga.

O jogo entre a Colômbia e o Brasil para um lugar nas semi-finais acontece hoje, na Arena Castelão, pelas 17h (horário do Brasil).

Source peter langman, why kids kill inside the minds of school shooters, published by palgrave macmillan, how to write an essay outline new york city, 2009

Outros Artigos Recomendados

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *